Raphael Ferreira

MÚSICA

Contrastes existenciais e socioculturais de um Brasil contemporâneo são expostos em letras críticas e temas sociológicos.

SEGURO DESESPERO

Com os pés no indie, o EP de estreia de Raphael Ferreira intitulado Seguro Desespero traz faixas com fusões de rock e música brasileira. Influenciado pela antropofagia mistura elementos da música mineira com referências globais. A sonoridade traz uma linguagem pop experimental com  acordes dissonantes, camadas de vocais e guitarras blueseiras que dão um rolê por bases recheadas de modulações rítmicas.

CONCEITO

Contrastes existenciais e socioculturais de um Brasil contemporâneo são expostos em letras críticas e temas sociológicos. Inspirado pelo livro O Povo Brasileiro de Darcy Ribeiro, Seguro Desespero propõe um clima reflexivo e intenso, imerso em camadas de brasilidade e paradigmas pós-modernos.

PARTICIPAÇÕES

O álbum contou com a produção coletiva de Raphael com o guitarrista de blues rock Alexandre da Mata, o jazzista Tiago Araújo nos baixos e teclados e do baterista mineiro Tom Santiago no comando dos ritmos. Para enriquecer a sonoridade o trabalho conta com a participação dos músicos Leonardo Cunha nos teclados da faixa Eu Confesso, Ravel Lanza nos violinos da faixa título do disco Seguro Desespero e do percussionista Nelson Pombo na faixa Conspiração. Mixagem e masterização ficaram a cargo dos produtores Gustavo Parreiras e César Santos.